Eu sou esposa de um jogador compulsivo, tenho um casal de filhos, hoje já adultos e sempre me pego pensando como essa doença de origem emocional que é a compulsão, faz da pessoa escravo, dependente, sem limites, não raciocinar, mentir, manipular e muitas outras coisas mais...
Eu fico tentando entender como uma pessoa normal adquiriu essa doença. Meu marido começou colocando centavos em uma máquina de caça-níqueis, e depois passou a deixar o salario do mês, o limite do cartão, o limite do banco, e graças a Deus ele parou por aí, ele não chegou a pegar dinheiro com agiotas. Mas é muito complicado conviver com meu marido, ele joga há oito anos na máquina caça-níqueis, e somos casados há trinta anos. Tivemos uma vida normal vinte e dois anos. Durante esse tempo eu nunca precisei me preocupar com nada, meu marido era um homem caseiro, responsável, bem humorado, alegre, e sempre cumpriu com as obrigações dentro de casa. E como eu sempre trabalhei, nós combinamos dividir as despesas de casa. Sempre fizemos tudo juntos, compramos o nosso terreno, construímos a nossa casa aos poucos, começamos a construção em 1996, e mudamos em 1998 e fomos termina-la em 2003. Até então eu podia contar com meu marido para tudo que eu precisasse. E não entendo o porquê meu marido foi se interessar pelas máquinas caça-níqueis, no ano de 2005 e de lá para cá minha vida mudou totalmente. Essa doença me tirou a paz, a minha tranquilidade, e a minha segurança. Eu não podia mais contar com o meu marido para nada, eu tive que assumir a administração da casa, tive que começar a ir busca-lo no trabalho, no dia do pagamento. Passei a viver uma vida na corda bamba, sempre com medo se ele ia jogar todo o salário, e eu ter que ficar com as dívidas. E algumas vezes ele jogava mesmo todo o salário, e me dizia que tinha perdido o dinheiro, outras vezes ele falava que eu não precisava ir busca-lo, porque ele viria direto para casa, mas não vinha é claro, e aparecia tarde da noite, sem uma moeda no bolso. E eu ficava esperando por ele totalmente abalada, ficava ligando no celular, mas ele nunca atendia, e depois desligava o aparelho. Eu transtornada ficava chorando o tempo todo, nervosa, desiquilibrada e me transformava numa pessoa completamente louca, brigava com a minha filha, que na época tinha treze anos e acompanhou toda a evolução da doença do meu marido e consequentemente a minha doença. Durante seis anos esta foi a minha vida, correr atrás do meu marido, controlar a vida dele e deixar de viver a minha. Perdi minha autoestima, perdi o prazer de passear, de me arrumar, fiquei seis anos sem comprar roupas, calçados, fiquei muito doente emocionalmente, sou uma pessoa ansiosa, extremamente nervosa, controladora, tenho muitos defeitos de caráter, que já existiam em mim, mas que piorou muito com a doença do jogo na minha vida, pois perdi o meu marido para o jogo. Meu marido mudou completamente o jeito de Ser. Ele é malhumorado, nervoso, impaciente, ausente, distante, não liga mais para a família. Conviver com ele é necessário ter muita paciência e compreender que todos esses sintomas, fazem parte da doença do Jogo Compulsivo. Mas graças ao Poder Superior eu encontrei esta Irmandade na internet, e ingressei nela, no dia 05/08/2011. Eu posso dizer que a Irmandade, salvou a minha vida, me resgatou do fundo poço em que eu me encontrava, porque eu estava tão desiquilibrada, que talvez hoje eu estivesse com a sanidade mental completamente abalada. Eu estou firme no Programa dos Doze Passos de Recuperação, frequento as reuniões regularmente, estudo a literatura Joga Anon e faço constantemente a Oração da Serenidade, tudo isso, me ajuda na minha recuperação e me faz uma pessoa melhor. Hoje eu tenho um relacionamento muito mais afetivo com meus filhos, hoje eu sou uma pessoa mais sensível, mais amável, mais carinhosa. Hoje eu consigo falar eu te amo para os meus filhos, para minhas irmãs de sangue e para minhas irmãs Jog Anon. Coisa que antes eu não falava, porque eu tinha muita dificuldade para expressar meus sentimentos. Eu agradeço sempre, o meu Poder Superior que para mim é Deus, por ter me guiado até uma Sala de Jog Anon e por ter me feito compreender o Programa de Recuperação, que devolveu a minha paz, a minha serenidade, a minha alegria e a minha Vida. Obrigado Irmandade JA e Jog Anon por existir e por levar a mensagem que salva tantas vidas!!! MENSM
www.000webhost.com