Sou esposa de um jogador e comprador compulsivo em recuperação. Frequento a irmandade de JOG-ANON há 3 anos. Somos casados há 30 anos. Meu marido jogava na loto, sena, mega-sena eu sabia que ele jogava, mas imaginava que fossem valores irrisórios...

Eu sou esposa de um jogador compulsivo, tenho um casal de filhos, hoje já adultos e sempre me pego pensando como essa doença de origem emocional que é a compulsão, faz da pessoa escravo, dependente, sem limites, não raciocinar, mentir, manipular e muitas outras coisas mais...

www.000webhost.com